Parceria busca ajudar no desenvolvimento do setor de defesa do país saudita, que tem atualmente o quinto maior orçamento para o segmento do mundo  

Divulgação/Polícia Militar de São PauloA Taurus obteve um lucro nos primeiros nove meses de 2023 de R$ 399 milhões

A Taurus, líder mundial na fabricação de revólveres e uma das maiores produtoras de pistolas do mundo, anunciou nesta quinta-feira, 28, a assinatura de um acordo não vinculante com a empresa saudita Scopa com a intenção de fabricar armas no país do Golfo Pérsico. O objetivo será a fabricação de armas Taurus na Arábia Saudita e comercialização em toda a região do Conselho de Cooperação do Golfo, que engloba também Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Omã. “A parceria, caso efetivada, também busca atender uma série de programas e plataformas do projeto Saudi Vision 2030, que objetiva uma posição abrangente e ambiciosa para o Reino da Arábia Saudita (“KSA”) até o ano de 2030, com várias frentes estratégicas para promover o desenvolvimento econômico e social da região, principalmente na área de defesa”, afirma o fato relevante enviado pela Taurus ao mercado financeiro.

A fabricante de armas brasileira indicou que a assinatura deste acordo de princípio é “um passo importante na estratégia global da empresa como líder mundial na fabricação de armas pequenas e na transferência de tecnologia”.
A Scopa é uma das principais empresas do setor na Arábia Saudita, país que tem atualmente o quinto maior orçamento de defesa do mundo e que pretende que, até 2030, 50% dos investimentos militares tenham origem em empresas locais. A Taurus obteve um lucro nos primeiros nove meses de 2023 de R$ 399 milhões, 72,4% a menos em relação ao mesmo período do ano passado, em parte devido às novas restrições ao armamento impostas pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

*Com informações da agência EFE

 

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Empresa brasileira assina carta de intenções para fabricar armas na Arábia Saudita