A Magna, empresa canadense de tecnologia de mobilidade, apresentou na CES 2024, em Las Vegas, uma inovadora tecnologia para impedir motoristas bêbados de dirigirem.

O novo recurso de segurança, em fase final de desenvolvimento, consegue determinar se os condutores estão “aptos para conduzir” de maneira rápida, fiável e acessível.

A tecnologia consiste em uma câmera, posicionada logo acima da coluna de direção, com sensores infravermelhos, que captam o nível de distração e sonolência do motorista por meio de uma leitura computadorizada das pupilas.

Sensores de CO² e álcool no sangue

Aliado a isso, há sensores embutidos na cabine, estrategicamente posicionados próximos ao motorista, que conseguem medir e quantificar os níveis de álcool e dióxido de carbono expelidas durante a respiração do condutor.

Segundo a Magna, a precisão do equipamento é alta. Consegue detectar concentração de álcool no sangue igual ou superior a 0,08%, limite válido em todos os Estados dos EUA, com exceção de Utah, onde o limite legal é de 0,05%.

“Estamos trabalhando com nossos clientes e com a indústria para dar um passo significativo no sentido de tornar as estradas mais seguras para todos que as compartilham”, afirmou Bill Snider, presidente de eletrônica da Magna. 

Só nos EUA, mais de 13 mil pessoas morreram em 2021 vítimas de motoristas bêbados nas estradas do país, conforme dados da Administração Nacional de Segurança no Trânsito Rodoviário (a NHTSA).

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Empresa cria bafômetro integrado a carro que impede motorista bêbado de dirigir