A empresa responsável pelo ônibus da linha 5503A Goiânia, que sujou ao menos cinco passageiros de pó na manhã de terça-feira (16), não receberá a remuneração complementar pela viagem. A suspensão do pagamento está prevista no acordo de subsídio, quando os “critérios de qualidade e confiabilidade” não são atendidos.

Além disso, a prefeitura informou que o veículo teve a autorização de tráfego recolhida. “A manutenção e a limpeza dos ônibus são deveres das concessionárias. Os ônibus devem sair das garagens em condições de segurança e higiene para prestar o serviço”, informou o município.

Em posicionamento anterior, a prefeitura informou que o veículo foi recolhido pela empresa “logo após o ocorrido”. Com isso, não foi possível “realizar a fiscalização”. A vistoria, com possibilidade de aplicação de penalidades, só será feita após o coletivo sair da garagem, para onde foi levado para o serviço de manutenção.

Vídeo mostra ônibus passando por manutenção após o ocorrido:

A empresa de ônibus responsável pelo coletivo 5503A Goiânia não foi multada pela Prefeitura de Belo Horizonte após o incidente que deixou ao menos cinco passageiros sujos com o pó que estava no sistema de ar-condicionado. De acordo com a prefeitura, o veículo foi recolhido pela… pic.twitter.com/0AMia2wKjZ


— O Tempo (@otempo) January 17, 2024

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (Setra-BH) confirmou que o veículo foi recolhido após ter conhecimento do problema. Ele foi levado para a garagem, onde foi feito o serviço de reparo. A causa do incidente será investigada. “Nunca havia ocorrido, por isso, uma ação preventiva será realizada nos equipamentos de toda a frota da empresa”, informou.

O caso

Passageiros do ônibus 5503A Goiânia ficaram sujos por causa de uma grande quantidade de pó que caiu sobre eles durante uma viagem feita na manhã de terça-feira (16 de janeiro). Segundo eles, ao passar por um quebra-molas na avenida José Cândido da Silveira, o pó, que estava armazenado no ar-condicionado do coletivo, caiu e sujou ao menos cinco pessoas. A maior parte delas estava a caminho do trabalho e precisou retornar para casa.

Denúncias

Denúncias sobre as condições dos ônibus podem ser feitas à prefeitura pelo site e pelo PBH APP. Além da linha, é necessário que o passageiro informe o número do veículo e horário da ocorrência.

“Todas as reclamações são devidamente apuradas e enviadas às concessionárias para a resolução dos problemas apontados pelos usuários”, garante a prefeitura.”

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Empresa de ônibus não receberá por viagem que sujou passageiros de pó em BH