Em um movimento de expansão de mercado, a Wonit, empresa de Joinville, se fundiu com a Sigmacom, de Blumenau. A Wonit tem 35 anos de história e a Sigmacom tem três décadas de atuação. Juntas, agora formam a maior empresa de soluções em comunicação de Santa Catarina.

Foram nove meses de preparação, conversas e negociações entre os principais executivos das empresas. O processo foi concluído em dezembro do ano passado.

Nesse movimento de modernização, as duas empresas assumem a marca Wonit. O nome significa vitória na área de tecnologia da informação. Won, em tradução literal em inglês, significa ganho, e IT é a sigla para Information Technology, que em português significa tecnologia da informação.

A atuação segue tanto em Joinville como em Blumenau. Os clientes continuarão a ser atendidos regionalmente pelas mesmas equipes e canais. Ao mesmo tempo, os serviços serão aprimorados devido à soma de experiência das duas equipes.

Expansão

Com a fusão, o objetivo é ampliar a oferta de serviços e soluções para os clientes, bem como fortalecer a presença da marca Wonit. Para 2024, o plano é continuar expandindo em Santa Catarina e nacionalmente. Atualmente, há clientes em mais de 20 estados e dois países.

A Wonit quer fortalecer as verticais de tecnologia da informação e comunicação com PABX em nuvem, contact center, softwares de colaboração, wi-fi, infraestrutura de redes, entre outros.

Leia também:
1. Morre Dona Zelândia, conhecida como “velha do guarda-chuva”, aos 62 anos em Blumenau
2. Jovem busca ajuda para trazer irmão do Acre após grave acidente em Blumenau
3. Sindicato quer reverter parte da indenização da Associação da Artex para ex-funcionários da empresa e da Coteminas
4. Despejo de lixo na rua XV levanta preocupação sobre preservação de rua central e histórica de Blumenau
5. Prêmio Queijo Brasil está confirmado em Blumenau; confira a data

Veja agora mesmo!

Presidente do BEC fala sobre os planos para o time em 2024:

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Empresas de Blumenau e Joinville anunciam fusão; entenda o motivo