Impulsionando a inovação tecnológica, o programa Nova Indústria Brasil irá investir bilhões de reais em startups nos próximos anos. Confira!

O Governo Federal, por meio do plano Nova Indústria Brasil, destinará R$ 20 bilhões para startups de base tecnológica. Sendo assim, essa é uma iniciativa que visa impulsionar a inovação no país. O programa opera pela frente Mais Inovação através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Além disso, faz parte de um investimento total de R$ 66 bilhões nos próximos quatro anos. Desse montante, haverá disponibilização de R$ 40 bilhões em crédito com os menores juros aplicados ao financiamento à inovação. Já os R$ 20 bilhões restantes serão recursos não reembolsáveis, ou seja, não precisam ser devolvidos.

Iniciativa para startups

Imagem: PopTika / Shutterstock.com

A Finep já lançou as primeiras chamadas públicas, totalizando R$ 2,18 bilhões. Assim, abrangendo áreas como saúde, mobilidade sustentável, tecnologias digitais, entre outras. Startups alinhadas com as seis missões propostas pelo governo podem buscar esses recursos de forma não reembolsável.

Dessa forma, apresentando projetos já aprovados por empresas interessadas ou integrantes de incubadoras, o que, segundo Celso Pansera, presidente da Finep, proporciona vantagens na avaliação. Além da Finep, a Embrapii também entra como oportunidade para as startups, destinando inicialmente R$ 190 milhões em recursos não reembolsáveis para o programa Missões Embrapii.

Com foco em áreas estratégicas como complexo econômico industrial da saúde, transformação digital da indústria e bioeconomia, a Embrapii atua em parceria com instituições de pesquisa e empresas, compartilhando os riscos de investimento em projetos inovadores.

Potencial das empresas

O coordenador do programa InovAtiva, André Ribas, destaca a importância de apoiar as deeptechs, ressaltando o potencial dessas empresas como a “mina de ouro do Brasil”. O Nova Indústria Brasil, lançado recentemente, faz parte de uma nova política industrial que disponibilizará R$ 300 bilhões em subsídios e empréstimos com juros reduzidos até 2033.

Veja também:

Vale a pena pagar boleto com cartão de crédito?

Ademais, abrangendo setores como agroindústria, saúde, tecnologia da informação, entre outros. As startups interessadas devem se preparar para o fluxo contínuo de novos editais e participar ativamente dos programas, que representam uma oportunidade única de fomento à inovação no país.

Imagem: metamorworks / shutterstock.com

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Governo vai dar R$ 20 bilhões para startups; veja como receber esse dinheiro