0

Na noite deste sábado (13) chegou ao fim, o caso do desaparecimento da adolescente acreana Gabriele de Almeida Rodrigues, em Balneário Camboriú, Santa Catarina. A adolescente foi encontrada com vida no município de Itapema.

Depois de uma denúncia para os contatos disponíveis para a localização da jovem, o pai entrou em contato com a Polícia Militar do município de Itapema, (SC), onde a adolescente foi localizada na companhia de um possível adulto, cujos dados não foram divulgados.

Em vídeo cedido com exclusividade à coluna Douglas Richer, do site ContilNet, os pais de Gabriele de Almeida Rodrigues, a jornalista Kely Almeida, e seu ex-companheiro, Thiago, relatam os detalhes de como a adolescente foi encontrada. De acordo com os pais, a adolescente estava drogada e em um local inseguro.

“Minha filha estava aparentemente com um maior de idade, que estava ciente da situação que estávamos passando, drogou ela, e agora a gente quer que as autoridades façam justiça. A gente adoeceu, eu perdi trabalho nessa batalha de estar procurando minha filha dia e noite. Graças a Deus ela está bem, não como a gente imaginava, está com a saúde bastante fragilizada, bastante magra.

De acordo com os pais, a adolescente estava drogada e em um local inseguro/ Foto: Reprodução

Quando os policiais entraram lá, em um ambiente que não era propício para minha filha estar, ela estava com vida, e agora vamos tomar as providências cabíveis”, disse Thiago, o pai da adolescente. 

O pai de Gabriele ainda relatou que a denúncia foi importante para a localização da jovem, que estava com a saúde debilitada.

O pai da adolescente ainda revelou detalhes da denúncia que levaram à localização da filha: “As informações foram passadas para o nosso telefone, e a gente entrou em contato com a Polícia Militar pedindo apoio. Como sabíamos que o local era inseguro, chamamos a polícia e fomos atendidos com agilidade e rapidez.

Veja o vídeo cedido exclusivamente para coluna Douglas Richer:

 

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Jornalista encontrou a filha drogada na companhia de um desconhecido; “queremos justiça”