As ações da MRV (MRVE3) estão em movimento de forte queda nesta semana, consolidando a maior baixa de 2024 do Ibovespa até o momento – no acumulado do ano, a construtora recua 23,86%. No pregão desta quinta-feira (11), os papéis derretem mais de 10%.

Leia também

Esse movimento de pessimismo em cima da companhia vem na esteira da Medida Provisória da reoneração da folha de pagamento de algumas empresas brasileiras, incluindo o setor de construção, revelou o analista de ações, Victor Bueno, sócio da Nord Research, nesta matéria.

“Com isso, essas empresas, principalmente as que atuam no Minha Casa Minha Vida (MCMV), deverão ter dificuldades de manter as projeções para o ano atual e para os próximos”, afirma Bueno, lembrando que a pressão nas margens do setor também pode vir da alta nos custos de materiais de construção.

Segundo o especialista, a tendência positiva para o setor diminuiu, com a MP e a dificuldade do governo federal na contratação de habitações populares.

Além disso, nesta quinta, o mercado avalia a expectativa pela postergação do início da queda dos juros americanos após divulgação dos dados de inflação dos Estados Unidos. Segundo Julia Monteiro, analista da MyCap, em entrevista ao Broadcast, a MRV tem maior exposição à oscilação dos juros e, por isso, é mais prejudicada pelo movimento de alta dos juros na sessão.

Nossos editores indicam estes conteúdos para você investir cada vez melhor

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
por que a companhia despenca na Bolsa em 2024? – Mercado – Estadão E-Investidor – As principais notícias do mercado financeiro