Máquina dos sonhos feita com IA? Uma nova invenção da startup de tecnologia neural Prophetic promete ajudar a controlar o que você está sonhando, por meio de uma faixa colocada em sua cabeça enquanto você dorme. O produto, batizado de “Halo”, pretende “induzir e estabilizar sonhos lúcidos”. A empresa abriu inscrições para testar a inovação: em quatro horas, mais de 400 pessoas já haviam se inscrito, segundo a Prophetic. O preço final do produto, quando lançado, deve ser de US$ 2 mil (cerca de R$ 9.901).

O Halo é executado no Morpheus-1 — modelo de IA da Prophetic treinado em “dados cerebrais”, segundo a empresa. A startups diz que consegue usar hologramas de ultrassom para estimular a região pré-frontal do córtex. Quando a faixa detecta que o usuário atingiu o REM — o estágio do sono mais profundo, quando ocorrem os sonhos — o dispositivo ativa uma série de comandos, que, segundo a empresa, induziriam o usuário a dormir.

“Vai acontecer de forma autônoma enquanto você usa o aparelho”, disse Eric Wollberg, CEO da Prophetic, em uma demonostração para mostrar como o Halo funciona. De acordo com o Business Insider, a startup não respondeu se o dispositivo foi testado com sucesso em humanos ou se há potenciais preocupações de segurança em torno de seu uso.

“Desde o início, nossa missão tem sido dar à humanidade as ferramentas para explorar e expandir a consciência”, disse a Prophetic no X (antigo Twitter). “O Morpheus-1 é um salto nessa missão, nos aproximando da indução ultrassônica de experiências conscientes sob demanda e mudando o mundo para sempre.”

Ao que tudo indica, o mercado de tecnologia cerebral parece estar esquentando. A faixa de cabelo de IA se junta a uma linha de produtos vestíveis de auxílio ao sono, como a máscara de sono Neuroon Open, a Aurora Dreamband e a pulseira InstaDreamer (que também afirma ajudar os usuários a assumir o controle de seus sonhos). Mas muitos deles ainda não estão disponíveis para compra.

Na segunda-feira (29), Musk afirmou que o primeiro implante de um chip havia sido inserido no cérebro de um paciente humano com segurança, a fim de tratar doenças neurológicas e motoras. Investidores do Vale do Silício também parecem estar apostando em startups como Paradromics e Synchron, que estão desenvolvendo máquinas projetadas para fundir cérebros com computadores e lidar com problemas de saúde.

Veja Mais

Monitorado por Vejas.com.br – Link Original:
Startup convida usuários a testarem uma faixa que promete “controlar os sonhos” | Inteligência Artificial